Pesquisa

O Programa de Pesquisa em Educação Ambiental (PPEA) é promovido por docentes que integram o GEPEEA (Grupo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Educação Ambiental), e visa desenvolver pesquisas em ambientes formais e não-formais, com ênfase em educação ambiental, na região do oeste paraense. O PPEA se materializa a partir do envolvimento de um grupo interdisciplinar formado por docentes do Instituto de Ciências da Educação (ICED), do Instituto de Ciências e Tecnologia das Águas (ICTA), bem como do Instituto de Biodiversidade e Florestas IBEF, da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) que se propõem em desenvolver pesquisa na região do oeste paraense, com distintos objetos de estudo, seja no espaço formal e no não-formal. O PPEA agrega 04 (quatro) projetos de pesquisa interdisciplinares e se interligam com as ações de ensino e extensão na academia, que são descritos a seguir.

Projeto 01: Educação Ambiental e Políticas Públicas: abordagens do cotidiano

  • Área de Concentração: Ciências Humanas
  • Grande Área do Conhecimento: Interdisciplinar
  • Linha de Ação: Educação e Meio Ambiente
  • Coordenação: Profa. Maria Mirtes Cortinhas dos Santos
  • Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2314566719726593
  • Resumo: A educação ambiental é um mecanismo que pode despertar a sensibilidade e a consciência ambiental dos seres humanos para viverem no meio ambiente de qualidade. A pesquisa tem como foco principal saber como se ´dá a pratica da educação ambiental nos espaços formais da rede de ensino estadual e municipal em Santarém (PA). O público alvo são educadores: gestores, professores e alunos. O método de estudo será a narrativa apoiado pela abordagem quanti/qualitativo. Que os dados levantados possam ser um aditivo para a construção de políticas Públicas coerentes para melhoria da qualidade de vida da sociedade amazônida. Além de que possa ser alvo de discussão e despertar o senso crítico dos alunos que integram o GEPEEA e da academia ufopiana.

Projeto 02: Análise dos constituintes químicos de óleo essencial de Assacu (Hura crepitans) e sua avaliação às atividades larvicida, frente Aedes aegypti.

  • Área de Concentração: Ciências Humanas
  • Grande Área do Conhecimento: Interdisciplinar
  • Linha de Ação: Educação, Meio Ambiente, Trabalho e Renda
  • Coordenação: Prof. .MSc. Manoel Bentes dos Santos Filho
  • Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5687850408590300
  • Resumo: A dengue é hoje uma das doenças muito presente no espaço amazônico, um arbovirose que afeta o homem e constitui um sério problema de saúde pública no mundo. O principal objetivo da da pesquisa é identificar e analisar os constituintes químicos da planta Assacu (Hura crepitans) e avaliar sua aplicação, às atividades larvicida. O método que apoiará o estudo será o Arraste a Vapor. Espera-se os seguintes resultados: a) que a determinação da concentração (CL50) de óleo da planta Assacu (Hera crepitans), seja adequada, para definir a atividade inseticida e larvicida no controle do Aedes aegypti, causador da dengue, que tem causado sérios problemas à humanidade; b) que os resultados sejam benéficos ao controle da proliferação do Aedes aegypti à sociedade santarena, uma vez que nos últimos anos o município apresentou uma incidência alarmante com 713 (setecentos e treze) casos de dengue; c) que sirva como alternativa de melhoramento da saúde pública no município santareno, na região Amazônia, bem como a toda humanidade.

Projeto 03: Agroecologia e Educação Ambiental: percepção dos atores sociais de escolas públicas em Santarém-PA.

  • Área de Concentração: Ciências Humanas
  • Grande Área do Conhecimento: Interdisciplinar
  • Linha de Ação: Agricultura familiar
  • Coordenação: Profa. Dra. Helionora da Silva Alves Chiba
  • Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5046984810371338
  • Resumo: As atenções da sociedade estão cada vez se voltando às questões ambientais devido as inúmeras ameaças ao meio ambiente e a espécie humana, observadas no último século. Considerando esse contexto, este projeto se propõe lançar mão de conhecimentos da Agroecologia enquanto ciência para propor alternativas viáveis que possam contribuir com a educação ambiental em escolas de ensino fundamental e médio da rede pública no município de Santarém, estado do Pará, no sentido de conhecer e trabalhar a percepção de professores e estudantes acerca das hortas e das temáticas segurança alimentar, nutrição e qualidade de vida. Para isso, serão realizadas pesquisas bibliográficas para aporte da teoria e metodologia a ser utilizada. Para pesquisa de campo serão selecionadas escolas públicas municipais ou estaduais localizadas no município de Santarém que deverão ter horta escolar. A pesquisa prática será de cunho descritivo e aplicada, com abordagens qualitativas e quantitativas, no qual será executada através de entrevistas fechadas e semi-estruturadas, para que seja possível avaliar o grau de percepção e conhecimento de professores e estudantes sobre agroecologia, hortas, questões ambientais, segurança alimentar, nutrição, saúde e qualidade de vida.

Projeto 04: Vivenciando a educação ambiental no ensino de matemática e de ciências: uma realidade na Amazônia brasileira.

  • Área de Concentração: Ciências Humanas
  • Grande Área do Conhecimento: Interdisciplinar
  • Linha de Ação: Educação e Meio Ambiente
  • Coordenação: Prof. Dr. Rodolfo Maduro Almeida
  • Vice-Coordenação: Prof. Sandro Aléssio Vidal de Souza
  • Resumo: O estudo tem como objetivo principal identificar as dificuldades do trabalho de educação ambiental no ensino de matemática e ciências, sob a ótica da transversalidade. O público alvo são 100 (cem) professores da rede municipal de ensino. O método de estudo será apoiado com uso de geotecnologias e a abordagem será a qunti/qualitativa. Os instrumentos são questionários subjetivos, contendo 6 (seis) questões. Os instrumentos são: computadores, software, entre outros, que se fizerem necessários durante o estudo. Espera-se dos estudo, solidificar a formação profissional dos professores; desenvolver a habilidade em utilizar o conhecimento matemático voltado para o cotidiano ambiental amazônico; desenvolver a habilidade em utilizar as geotecnologias como ferramenta de ensino de ciências com ênfase em educação ambiental; fortalecer a educação ambiental por meio da pesquisa, ensino e a a extensão do Grupo de Estudo, Pesquisa e Extensão em Educação Ambiental (GEPEEA) da Universidade Federado Oeste.